Após ver Lula, Alarcón afirma que resgate deve ajudar a paz

BRASÍLIA (Reuters) - O presidente da Assembléia Nacional de Cuba, Ricardo Alarcón, disse nesta quarta-feira esperar que o resgate da ex-senadora Ingrid Betancourt e de outros reféns que estavam sob o poder das Farc ajude a pacificar a Colômbia. Temos tentado ajudar na medida do possível. Tomara seja algo que contribua para a paz na Colômbia e não para um agravamento do conflito, declarou Alarcón a jornalistas após encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva no Palácio do Planalto.

Reuters |

'Tanto o Brasil como Cuba e como o mundo inteiro estavam desejando há muito tempo que as pessoas que estão privadas de liberdade, seja quem for, sejam recuperadas', completou.

A ex-candidata presidencial Ingrid Betancourt foi resgatada, junto com outros 14 reféns, pelo Exército colombiano das mãos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), junto com outros 14 reféns, incluindo três norte-americanos.

(Reportagem de Fernando Exman)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG