Após saques, chilenos aplaudem chegada de militares às ruas

Coronel (Chile), 2 mar (EFE).- Milhares de chilenos saíram hoje às ruas para comemorar a chegada de tropas do exército do país às regiões mais próximas a Concepción, cidade mais devastada pelo forte terremoto de 8,8 graus na escala Richter ocorrido no fim de semana.

EFE |

No município de Coronel, a 545 quilômetros ao sul de Santiago e a cerca de 30 de Concepción, os moradores aplaudiram a passagem de veículos anfíbios pelas ruas. Nos últimos dias, houve saques a casas e estabelecimentos comerciais nas regiões (estados) de Maule e Biobío.

A presidente Michelle Bachelet, informou que foram enviados 11.850 homens do Exército e outros 2.131 da Marinha, que terão as missões de garantir a ordem pública e entregar a ajuda humanitária.

Jaime Pradeñas, morador de Coronel, afirmou à Agência Efe que a violência e os assaltos das últimas noites transformaram sua cidade "em um lugar sem lei".

"Eu mesmo tive que roubar para comer no supermercado, mas há gente que chegou a roubar televisores", explicou.

Outro morador da cidade, Luis Acuña, disse à Efe que ficou com "raiva" e se sentiu "impotente ao ver a destruição da localidade".

"As autoridades não tomaram providências a tempo. Tudo isso (a chegada dos militares) tinha que ter acontecido antes".

Segundo os dados mais recentes, o terremoto deixou 723 mortos e dois milhões de desabrigados no Chile.

Em algumas regiões, a ajuda começou a chegar apenas hoje.

Serviços básicos, como os de água e eletricidade, ainda estão interrompidos em inúmeros municípios. EFE.

rt/id

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG