Após saída da disputa, governador de Nova Jersey declara apoio a Romney

Depois de desistir da própria candidatura, Chris Christie anunciou que Mitt Romney é seu favorito para pré-campanha republicana

iG São Paulo |

O pré-candidato republicano à presidência dos Estados Unidos Mitt Romney obteve nesta terça-feira o importante apoio do governador de Nova Jersey, Chris Christie, o que pode criar uma aura de inevitabilidade à sua candidatura.

AP
Chris Christie elogiou candidato republicano Mitt Romney durante coletiva em New Hampshire

Christie desisitiu na semana passada de ele próprio ser o candidato republicano nas eleições contra o atual presidente Barack Obama . "A América não pode sobreviver a mais quatro anos de Barack Obama. E Mitt Romney é o cara de quem precisamos, e precisamos dele agora", afirmou Christie ao lado de Romney, enquanto pré-candidatos republicanos iam chegando a New Hampshire para um debate noturno.

De acordo com as pesquisas para as eleições primárias republicanas, o ex-governador de Massachuttes tem uma pequena vantagem sobre o governador do Texas, Rick Perry, e sobre o empresário Herman Cain, mas é visto com desconfiança por alguns conservadores que o consideram moderado demais.

Romney disse que "não poderia ficar mais satisfeito ou mais feliz" com a adesão de Christie. O governador, popular em um Estado tradicionalmente democrata, pode reforçar a tese de Romney de que ele é o político com mais chances de vencer Obama na eleição geral.

A última pesquisa do The Washington Post/ABC News sobre os pré-candidatos republicanos à presidência dos EUA mostra Romney na liderança, com 25% das intenções de voto pelo segundo mês consecutivo. Perry perdeu 13 pontos e o empresário Herman Cain subiu 12 desde o início de setembro. Os dois estão empatados com 16% das intenções de voto.

Desistência

O ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani disse que não entrará na disputa para ser o candidato republicano a presidente dos EUA. Em almoço promovido pela Associação de Long Island, Giuliani disse que já é tarde demais para concorrer.

"Ele deixou bem claro que não está concorrendo", disse o diretor-executivo da entidade, Kevin Law, em entrevista telefônica à Reuters depois do evento. "Ele disse que é difícil ser um moderado e vencer as primárias republicanas."

As declarações de Giuliani foram inicialmente divulgadas pelo site Politico.

Giuliani chegou a ser candidato a presidente em 2008. Arrecadou muito dinheiro, mas não decolou e saiu cedo da disputa. Dessa vez, alguns ex-assessores estão trabalhando pelo governador do Texas, Rick Perry, e os grandes doadores se dividiram entre Perry e Romney.

O ex-prefeito descartou concorrer como independente, e, questionado sobre se cogitaria a vice-presidência, disse que não foi consultado a respeito, segundo Law.

Com Reuters

    Leia tudo sobre: euaeleições 2012christieromneypartido republicano

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG