Após retirada de tropas, Polônia faz balanço positivo de presença no Iraque

Varsóvia, 8 out (EFE) - O vice-ministro da Defesa polonês, Stanislaw Komorowski, fez hoje no Parlamento (Sejm) um balanço positivo da presença das tropas do país no Iraque, que concluiu oficialmente no dia 4 de outubro, e assegurou que a missão trouxe benefícios econômicos e militares para a Polônia. Komorowski defendeu que a decisão de apoiar os Estados Unidos no conflito do Iraque foi acertada e positiva. Nossa participação foi um sucesso e foi necessária, foi bom estarmos aí e bom que, cinco anos depois, tivemos nos retirado, disse Komorowski em discurso na Câmara Baixa. Para o vice-ministro da Defesa polonês, não foi um erro ter participado, porque quando nossos aliados nos pediram ajuda, nós devíamos fornecê-la. Cerca de 2.500 militares poloneses foram enviados a território iraquiano em março de 2003, no marco de uma força internacional que invadiu e ocupou o país, e seu número diminuiu progressivamente até chegar aos 900 que se retiraram no sábado passado.

EFE |

EFE nt/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG