Após rejeição a recursos, golpista é declarado presidente da Mauritânia

Nuakchott, 23 jul (EFE).- O Conselho Constitucional da Mauritânia, última instância judicial do país, anunciou hoje a validade das eleições presidenciais realizadas no último sábado e proclamou como vencedor do pleito o general golpista Mohammed Ould Abdelaziz.

EFE |

EFE mo/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG