Após quinto lugar em Iowa, Perry 'reavalia' campanha

Governador do Texas diz que voltará ao Estado para decidir se segue na disputa para ser o candidato republicano à presidência

iG São Paulo |

O governador do Texas, Rick Perry, anunciou nesta terça-feira que vai reavaliar sua pré-candidatura à presidência dos Estados Unidos após ficar em quinto lugar no caucus de Iowa , prévia do Partido Republicano que abriu o calendário eleitoral americano.

"Após a decisão dos eleitores de Iowa, resolvi voltar ao Texas para reavaliar os resultados do cáucus de decidir se devo prosseguir nesta disputa", declarou Perry, que teve 13,3% dos votos.

Leia também: Romney vence prévia republicana em Iowa por apenas 8 votos

AP
Perry discursa para partidários em Des Moines, Iowa, na noite do caucus no Estado (03/02)

Na acirrada disputa em Iowa, o ex-governador de Massachussetts Mitt Romney conquistou 30.015 votos, apenas oito a mais que o segundo colocado, Rick Santorum . O congressista Ron Paul ficou em terceiro lugar, com 21% dos votos, seguindo pelo ex-presidente da Câmara Newt Gingrich, com 13,3%.

A votação em Iowa marca o início de uma maratona de caucus (em que os candidatos são escolhidos em assembleias) e primárias (em que os eleitores votam por meio de cédulas) que irão culminar, em agosto, com o anúncio oficial do candidato republicano que vai concorrer contra o presidente democrata Barack Obama – em busca de um segundo mandato – na eleição presidencial de 6 de novembro.

Saiba mais: Veja o especial sobre as eleições nos EUA 2012

O próximo desafio dos pré-candidatos republicanos será já na próxima terça-feira, na primária de New Hampshire, onde Romney lidera com folga as pesquisas.

Perry, que já chegou a ser considerado o favorito na disputa republicana, viu sua popularidade cair progressivamente, principalmente por causa de gafes e pelo desempenho ruim em debates na televisão.

Teste

Historicamente, o caucus de Iowa é considerado um teste para a viabilidade de uma candidatura, e uma boa colocação no Estado representa um impulso para as prévias seguintes. Por abrir o calendário eleitoral, a votação no Estado também serve como termômetro do efeito que as campanhas até o momento estão provocando nos eleitores.

No entanto, nem sempre o vencedor em Iowa é o escolhido final do partido. Na eleição de 2008, Obama venceu o caucus democrata em Iowa e acabou ganhando a indicação do partido e, por fim, a Casa Branca.

Do lado republicano, porém, o caucus de Iowa em 2008 foi vencido pelo ex-governador do Arkansas Mike Huckabee. Romney ficou em segundo, mas nenhum dos dois conquistou a nomeação do partido, que foi para o senador John McCain, apesar do modesto quarto lugar na prévia de Iowa.

Votação

Estima-se que mais de 120 mil eleitores tenham votado nas assembleias realizadas em 1.784 locais – escolas, bibliotecas, residências e prédios públicos – nos 99 condados de Iowa. Nessas reuniões foram eleitos delegados que prometem apoiar nas convenções o candidato escolhido pelos eleitores.

Entre os sete pré-candidatos republicanos com chances de ganhar a indicação do partido, apenas Jon Huntsman decidiu não focar sua campanha em Iowa, partindo direto para New Hampshire.

Calcula-se que os outros seis, somados, tenham percorrido mais de 37 mil quilômetros e investido pelo menos US$ 12,5 milhões (cerca de R$ 22,9 milhões) em propagandas eleitorais no Estado.

A campanha de Romney em Iowa começou modesta, com algumas visitas rápidas, mas na última semana o pré-candidato dedicou atenção total ao Estado, percorrendo quase 2 mil quilômetros.

Santorum, ao contrário, passou os últimos meses concentrado na campanha no Estado, onde visitou todos os 99 condados e realizou quase 400 eventos. O esforço começou a dar resultados nos últimos dias, com a subida do ex-senador da Pensilvânia ao topo das pesquisas, ao lado do favorito Romney e de Paul.

Com BBC e AFP

    Leia tudo sobre: eleição nos euaperryrepublicanoscaucus iowaromney

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG