Após quimioterapia, Chávez promete cabelo 'afro'

Segundo presidente venezuelano, cabelo voltou a crescer após tratamento contra câncer; no fim de semana ele vai a Cuba para exames

iG São Paulo |

O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse na segunda-feira que seu cabelo já voltou a crescer depois do fim da quimioterapia à que foi submetido pelo câncer detectado em junho e prometeu um penteado "afro".

EFE
Presidente da Venezuela, Hugo Chávez, participa de evento com membros de seu partido no Palácio de Miraflores, em Caracas (8/10/2011)
"Hoje tomava banho e me dei conta de que o cabelo está crescendo. O cabelo começou a crescer e vou rumo ao afro!", exclamou, para a gargalhada dos presentes no lançamento do livro de humor "Amor com Amor se Paga" em um teatro de Caracas.

O presidente da Venezuela já anunciara o fim dos quatro ciclos de quimioterapia , três em Cuba e um em Caracas, mas reiterou que no próximo fim de semana irá a Havana para submeter-se a novos exames para verificar a "ausência de células malignas" em seu corpo.

"No próximo fim de semana, devo ir a Havana para passar vários dias, pois tenho de fazer agora exames muito rigorosos, com métodos científicos dos mais avançados do mundo", declarou o chefe de Estado em entrevista por telefone à emissora de rádio estatal YVKE Mundial.

Chávez, que explicou que está em "observação médica", assinalou que está "certo" de que esses exames verificarão "a ausência das células malignas" detectadas no tumor retirado de seu corpo em 20 de junho.

"A consciência que tenho e vem crescendo é de que não é hora de morrer. Tenho um compromisso muito grande para o próximo mandato presidencial (2013-2019) após ganhar as eleições e seguir à frente dessa batalha", disse, referindo-se às eleições presidenciais de 7 de outubro de 2012 .

Visita do presidente palestino

Na segunda-feira Chávez também anunciou que o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmud Abbas, chegará na tarde desta terça-feira ao país após completar sua visita à Colômbia.

"O presidente da ANP solicitou vir a Caracas e imediatamente lhe disse que sim. Acabo de ligar para nosso embaixador em Bogotá, Ivan Rincón, que se reuniu com o presidente Abbas esta tarde", afirmou à emissora Venezolana de Televisión (VTV).

O líder palestino, que se encontra na Colômbia, reiterou na segunda-feira sua disposição em dialogar com Israel, porque seu povo não quer "mais guerras" e, segundo sua opinião, a criação de um Estado palestino "não prejudica em nada as negociações".

A Colômbia é a terceira parada da viagem de Abbas pela América Latina, que já o levou à República Dominicana e a El Salvador. Abbas se reunirá na terça-feira com o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, na Casa de Nariño, sede do Executivo.

*Com EFE

    Leia tudo sobre: venezuelachávezcâncerquimioterapiacuba

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG