Ike avança em Cuba - Mundo - iG" /

Após perder força, furacão Ike avança em Cuba

Miami, 8 set (EFE).- O furacão Ike, que perdeu hoje intensidade ao descer para a categoria dois, com ventos máximos sustentados de 155 km/h, avança em direção ao centro de Cuba gerando fortes chuvas, anunciou o Centro Nacional de Furacões (NHC, em inglês) dos Estados Unidos.

EFE |

Em seu boletim das 9h (Brasília) de hoje, o NHC afirma que o olho de "Ike" se localizava neste momento ao sul de Camagüey, próximo a latitude 21,1 graus norte e longitude 77,9 graus oeste.

O ciclone chegou na noite de domingo ao litoral nordeste de Cuba com ventos máximos sustentados de 205 km/h, e seu olho chegou ao continente na província de Holguín, próximo a Punto de Sama, como furacão de categoria três na escala de intensidade Saffir-Simpson, que vai até cinco.

Segundo essa trajetória, "Ike" varrerá Cuba de leste a oeste e, apesar de poder diminuir de nível enquanto estiver atravessando o território da ilha, deverá voltar a se transformar em um furacão maior assim que seguir amanhã à noite em direção às águas quentes do Golfo do México.

A trajetória atual indica que no próximo fim de semana "Ike" deverá atingir algum lugar no litoral do Texas, embora ainda seja prematuro indicar a direção a ser tomada pelo furacão assim que ele deixar Cuba, segundo o NHC.

"Ike" deixou 48 mortos em sua passagem pelo Haiti, e obrigou à evacuação de cerca de um milhão de pessoas em Cuba, 10% da população da ilha, que é de 12,2 milhões.

O sul do estado da Flórida está sob vigilância de furacão (passagem em 24 horas) desde Ocean Reef até Dry Tortugas, e a evacuação foi decretada como obrigatória tanto para os turistas quanto para os residentes.

O aviso de furacão em Cuba (passagem em 24 horas) vigora para as províncias de Matanzas, Villa Clara, Sancti Spíritus, Cienfuegos, Camagüey, Ciego de Ávila, Guantánamo, Santiago de Cuba, Holguín, Las Tunas e Granma.

As autoridades cubanas emitiram também uma vigilância de furacão (passagem em 36 horas) para as províncias do oeste de Havana, Cidade de Havana, Pinar del Río e a ilha de Juventud.

O presidente de Cuba, o general Raúl Castro, se disse confiante de que o país superará a destruição causada pelo "Ike", informou a imprensa oficial.

O aviso também vigora para a ilha de Andros, nas Bahamas. Além disso, foi ativada uma vigilância de tempestade tropical para Jamaica e Ilhas Cayman.

O extremamente perigoso "Ike" se movimenta em direção oeste a cerca de 22 km/h e se espera que siga rumo ao oeste ou oés-noroeste durante os próximos dois dias.

As intensas chuvas previstas para a passagem do "Ike" poderão ocasionar inundações e deslizamentos perigosos de terra nas regiões montanhosas do leste de Cuba.

Na atual temporada de furacões no Atlântico (de 1º de junho a 30 de novembro) foram formadas dez tempestades e cinco furacões.

Os meteorologistas da Administração Nacional de Oceanos e Atmosfera dos EUA previram que esta temporada seria muito ativa, com a possível formação de entre 14 e 18 tempestades tropicais, das que entre sete e dez poderiam se transformar em furacões. EFE emi/ev/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG