O Exército da Guiné anunciou que dissolveu o governo e suspendeu a Constituição do país, poucas horas depois da morte do presidente Lansana Conte. Conte, que morreu aos 74 anos, comandou o país na África Ocidental com mão de ferro desde 1984.

As circunstâncias da morte de Conte ainda não são conhecidas. Sabe-se que ele sofria de diabetes.

O primeiro-ministro da Guiné, Ahmed Souare, fez, em rede nacional de TV, um apelo por calma à população e declarou 40 dias de luto nacional.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.