Após furacões, Haiti diz que ajuda internacional é urgente

Porto Príncipe, 19 set (EFE).- O Governo haitiano reiterou hoje seu apoio ao pedido das Nações Unidas para que se ajude o país depois dos danos sofrido pela passagem de tempestades tropicais e furacões, que deixaram pelo menos 326 mortos na região.

EFE |

"Necessitamos urgentemente de apoio de nossos amigos da comunidade internacional", declarou o ministro de Planejamento e Cooperação, Jean Max Bellerive, em coletiva de imprensa.

"Foi importante para nós lançar o chamado no Haiti depois de as Nações Unidas terem feito isso em Nova York e em Genebra", disse o ministro.

Segundo uma fonte da ONU, cerca de 800 mil desabrigados deverão se beneficiar desta ajuda.

As agências humanitárias das Nações Unidas se queixaram hoje em Genebra do pouco financiamento recebido para ajudar os afetados pelos furacões.

"A situação continua sendo muito grave e preocupante (...) mas o financiamento da nossa chamada não chega nem a 2%", ressaltou a porta-voz do Escritório das Nações Unidas para Assuntos Humanitários (Ocha), Elisabeth Byrs.

O pedido a ONU é de US$ 108 milhões e foi feito na semana passada. EFE gp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG