Após fechar 2 escolas, Itália confirma novo caso da gripe

Roma, 22 mai (EFE).- Um estudante de 17 anos de um dos dois colégios de Roma fechados hoje por precaução se tornou o 15º caso da gripe suína na Itália, como foi confirmado pelo Ministério da Saúde.

EFE |

O jovem pertencia ao grupo de estudantes que retornou na terça-feira passada de Nova York em uma viagem promovida por seus colégios, onde ontem foram confirmados outros quatro casos de infecção pelo vírus AH1N1.

Como quatro colegas, o infectado chegou a Roma com sintomas gripais, por isso se dirigiu a um hospital da capital italiana, onde foi posto em tratamento.

Os quatro casos confirmados de ontem fizeram com que o vice-ministro da Saúde italiano, Ferruccio Fazio, desse hoje a ordem de fechar durante sete dias os dois centros educativos de Roma nos quais os jovens estudavam.

É a primeira vez que se fecham escolas na Itália para limitar o risco de contágio e as autoridades italianas não descartam que se possa haver um aumento dos infectados no país nas próximas semanas.

Nos últimos três dias, a Itália passou de nove para 15 casos confirmados da doença.

Um mês depois de detectados os primeiros casos da gripe, o número de infectados no mundo é de 11.168 pessoas, e a quantidade de mortos pela doença chega a 86.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE mcs/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG