Após enchente, 270 brasileiros ainda estão ilhados no Peru

O Ministério das Relações Exteriores informou nesta quinta-feira que 270 brasileiros ainda estão ilhados na região de Machu Picchu, atingida por fortes chuvas.

iG São Paulo |

AP
Turistas esperam por resgate em Machu Picchu

Turistas esperam por resgate em Machu Picchu

Segundo o Itamaraty, pelo menos 30 brasileiros já foram resgatados e a chegada de helicópteros ao local é "regular". A estimativa do governo peruano é que mil turistas sejam retirados ainda nesta quinta-feira. O número total de estrangeiros ilhados é de 2 mil.

O Itamaraty afirmou, ainda, que os cerca de 70 brasileiros que não tinham onde dormir já conseguiram hospedagem.

O ministro de Relações Exteriores do Peru, José Antonio García Belaunde, afastou a possibilidade de riscos e ameaças aos estrangeiros. [Os turistas] estão bem e não correm risco, disse ele.

Na quarta-feira, o embaixador do Peru no Brasil, Hugo De Zela, esteve no Itamaraty para informar que todos os esforços são realizados e que a prioridade é resgatar idosos, doentes, crianças e suas mães.

Pelos dados oficiais, a chuva e as enchentes que atingem o Sul do Peru, que causaram o transbordamento dos rios Vilcanota e Blanco, provocaram pelo menos dez mortes. Há aproximadamente 11.770 pessoas atingidas, das quais 6.481 estariam desabrigadas.

Foram destruídas plantações de milho, e as ruínas de diversos sítios arqueológicos sofreram danos ¿ embora as perdas ainda estejam sendo avaliadas.

Como ajuda emergencial, o governo peruano vai liberar US$ 5,8 milhões para ajudar as vítimas e também para reconstrução de casas e apoio à agricultura. A situação considerada mais grave é na área de Cuzco e nas cidades de Anta, La Convención e Calca.

Com Agência Brasil

Leia mais sobre Peru

    Leia tudo sobre: peru

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG