Após distúrbios, Índia abranda toque de recolher na Caxemira

Nova Délhi, 13 ago (EFE).- O Governo da Índia suspendeu momentaneamente hoje o toque de recolher imposto nesta terça-feira na Caxemira, e os aldeães puderam sair às ruas para comprar mantimentos em um dia em que 25 pessoas ficaram feridas em choques entre a Polícia e manifestantes.

EFE |

Após os distúrbios de terça-feira, que deixaram 12 mortos, o Executivo indiano suspendeu o toque de recolher em seis dos dez distritos da Caxemira, entre eles o de Srinagar.

No total, 36 pessoas já morreram desde o início dos protestos, depois que três pessoas não resistiram hoje aos ferimentos sofridos ontem durante os distúrbios.

O ministro do Interior indiano, Shivraj Patil, informou ao primeiro-ministro do país, Manmohan Singh, sobre a situação na Caxemira indiana, e garantiu que a estrada que liga as duas capitais da região (Srinagar e Jammu) não está mais bloqueada.

Os comerciantes de fruta da Caxemira organizaram um protesto ontem em direção à fronteira com a Caxemira paquistanesa com a intenção de vender seus produtos após denunciarem que estavam sofrendo um "bloqueio" causado pelas manifestações de hindus que não permitiam a eles levarem seus produtos para Jammu.

Segundo uma fonte do Ministério do Interior citada pela agência de notícias "PTI", Patil explicou a Singh que as forças de segurança estão vigiando a circulação nessa estrada.

O Governo analisa a possibilidade de dar uma ajuda econômica aos comerciantes afetados pelos distúrbios, segundo a "PTI", e 236 caminhões com combustíveis e bens básicos já estão a caminho da Caxemira.

Nos protestos de hoje, seis pessoas ficaram feridas, uma delas gravemente, por disparos dos agentes em Srinagar, enquanto outras 19 sofreram ferimentos em outras regiões do vale, segundo uma fonte oficial citada pela "PTI".

Enquanto isso, o Shri Amarnath Sangarsh Samiti, que reúne 30 grupos hindus, anunciou que continuará com as manifestações em Jammu até 20 de agosto. EFE amp/wr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG