Após crítica, Ban defende seu estilo na ONU

OSLO (Reuters) - O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, reagiu na segunda-feira às críticas da Noruega à sua liderança, dizendo que tem seu próprio estilo e carisma. Ban encontrou o primeiro-ministro Jens Stoltenberg para discutir questões climáticas, durante uma visita marcada pela recente divulgação de uma carta em que a embaixadora norueguesa na Organização das Nações Unidas (ONU), Mona Juul, criticava a falta de carisma do sul-coreano.

Reuters |

Ela acusou Ban de exercer uma liderança fraca, ineficaz e eventualmente contraproducente, segundo relato do jornal Aftenposten.

A Noruega salientou que a carta era um memorando diplomático interno, e não uma declaração pública do governo.

"Todos temos uma origem e estilos de liderança diferentes. Devemos nos respeitar mutuamente", disse Ban em entrevista coletiva. "Tenho meu próprio estilo de liderança, meu próprio carisma."

Juul teria escrito que Ban se portou como um "observador passivo" em episódios como a prisão da líder oposicionista birmanesa Aung San Suu Kyi, e que sua visita à junta militar que a deteve em Mianmar foi, além de infrutífera, potencialmente nociva para o trabalho de diplomatas de escalões inferiores.

(Reportagem de Richard Solem)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG