Polícia prende sete suspeitos de fabricar e vender bebidas com metanol no vilarejo de Sangrampur, leste do país

O consumo de bebidas alcoólicas adulteradas deixou aos menos 126 mortos no vilarejo de Sangrampur, no leste da Índia, informaram as autoridades do país nesta quinta-feira. De acordo com a polícia, sete foram presos sob suspeita de frabricar e vender bebidas com metanol.

Indianos carregam corpo de parente morto após ingerir bebida alcóolica adulterada no vilarejo de Sangrampur
AP
Indianos carregam corpo de parente morto após ingerir bebida alcóolica adulterada no vilarejo de Sangrampur

Dezenas de moradores, a maioria trabalhadores pobres, começaram a sentir dor de cabeça e a vomitar na quinta-feira, após consumirem bebidas alcoólicas baratas em bares próximos a uma estação de trem.

De acordo com policiais, o álcool adulterado teve origem em uma destilaria ilegal no vilarejo de Mograhat que fornece bebida para cerca de 70 lojas da reunião. O suposto chefe da operação teria fugido e está sendo procurado.

O metanol é altamente tóxico e usado como combustível e solvente, e não em bebidas alcoólicas. Se ingerido em grande quantidade, pode causar coma, cegueira e morte.

A polícia da Índia indicou que a maior parte das mortes aconteceu por problemas respiratórios e insuficiência cardíaca. Segundo autoridades, o número de mortos deve aumentar, já que vários os hospitais estão cheios e muitos dos contaminados estão internados em estado grave.

Com AP e EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.