Após boa votação, premiê grego retira ameaça de antecipar eleição

Segundo projeções, partido governista lidera em 7 de 13 governos regionais; Papandreou havia ameaçado convocar eleição geral

EFE |

AFP
Premiê George Papandreou votou em um subúrbio no norte de Atenas, neste domingo
O primeiro-ministro grego, George Papandreou, retirou sua ameaça de convocar eleições antecipadas , dizendo que a votação dos gregos em cruciais eleições regionais neste domingo mostrou que eles querem que seu governo continue seus esforços para livrar o país de sua severa crise financeira.

Papandreou prometeu convocar eleições antecipadas se seu partido Movimento Socialista Pan-Helênico tivesse um mau desempenho na votação deste domingo para 13 governos regionais e 325 prefeituras, considerada um referendo em relação às medidas de austeridade do governo.

Mas projeções oficiais mostraram que os candidatos do Pasok lideram no primeiro turno em 7 das 13 regiões, entre elas a importante Província de Ática.

Na votação municipal, a oposição conservadora Nova Democracia (ND) deve vencer nas duas principais cidades, a capital Atenas e Salônica, enquanto o Pasok deve sair vitorioso na terceira maior cidade, Patras. O segundo turno ocorre em 14 de novembro em áreas onde os candidatos não consigam a maioria dos votos.

"Sabemos que a mudança não é fácil. Mas foi por essa mudança que a população grega nos levou ao poder há um ano. E hoje confirmou uma vez mais que deseja a mudança", disse Papandreou em um discurso ao vivo na televisão.

A Grécia está sob supervisão do Fundo Monetário Internacional e a União Europeia, que concederam ao país um pacote de 110 bilhões de euros por três anos para salvar o país da bancarrota.

*Com AP e EFE

    Leia tudo sobre: gréciaeleiçõeseconomia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG