amor triunfa sobre ódio - Mundo - iG" /

Após agressão, Berlusconi diz que amor triunfa sobre ódio

Em sua primeira mensagem pública desde que foi atacado durante um comício em Milão, no último domingo, o primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, agradeceu às pessoas que lhe enviaram apoio e afirmou que o amor sempre triunfa sobre o ódio. Meus agradecimentos de coração às pessoas que me enviaram mensagens de solidariedade e afeição, disse o premiê em uma mensagem publicada nesta terça-feira no website de seu partido, Povo da Liberdade.

BBC Brasil |

"Eu reitero que todos devem ficar calmos e seguros. O amor sempre triunfa sobre a inveja e o ódio", afirmou.

Berlusconi foi hospitalizado após ter sido atingido no rosto por um modelo em miniatura da catedral de Milão, no último domingo. Ele deve sair do hospital na quarta-feira.

No ataque, o primeiro-ministro italiano teve o nariz e dois dentes quebrados. Ele também teria perdido meio litro de sangue.

Descanso
O médico pessoal de Berlusconi, Alberto Zangrillo, afirmou ter recomendado ao premiê que ele abrisse mão de qualquer atividade pública por pelo menos duas semanas, para poder se recuperar completamente.

O porta-voz do primeiro-ministro, Paulo Bonaiuti, no entanto, afirmou acreditar que a recomendação dificilmente será cumprida, "já que é difícil mantê-lo longe do trabalho".

Mesmo assim, Berlusconi, que tem 73 anos, já cancelou sua participação na conferência da ONU sobre mudanças climáticas e um encontro com o primeiro-ministro turco, Recep Tayyip Erdogan, marcado para quarta-feira.

Suspeito
Informações dão conta de que o principal suspeito pelo ataque, Massimo Tartaglia, de 42 anos, teria enviado uma carta a Berlusconi por meio de seus advogados, pedindo desculpas pelo que chamou de "ato covarde".

Tartaglia estaria passando por tratamento psiquiátrico há alguns anos.

O ataque levou a uma onda de simpatia com Berlusconi, que nos últimos meses se viu envolvido em um divórcio milionário e em denúncias que envolvem sua vida privada.

Também nesta terça-feira, o ministro do Interior italiano, Roberto Maroni, declarou que o ataque contra o premiê foi premeditado e que o suspeito alimentava "há tempos raiva contra Berlusconi".

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG