Após 3 meses, refém francês é libertado no Mali

Bamaco, 23 fev (EFE).- O francês Pierre Camatte, sequestrado há quase três meses no Mali pela ramificação da Al Qaeda no Magrebe, foi libertado hoje, como confirmou o Governo francês e as autoridades locais.

EFE |

Em nota, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, mostra satisfação com a libertação e diz que agradeceu ao presidente malinês, Amadou Toumani Touré, pela forma como agiu.

A Al Qaeda no Magrebe (AQMI) tinha dado 20 de fevereiro como data limite para que o Mali libertasse quatro presos muçulmanos e, assim, evitasse a execução do refém francês.

Os quatro ativistas - dois argelinos, um mauritano e um de Burkina Fasso - foram soltos na segunda-feira.

Pierre Camatte, de 61 anos, foi sequestrado em um hotel em Menaka, no norte do Mali, em 26 de novembro. EFE ide/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG