Após 2 meses, grevistas desocupam fábrica de carros na Coreia do Sul

Seul, 6 ago (EFE).- Os trabalhadores da montadora sul-coreana Ssangyong abandonaram hoje a fábrica que ocupavam há mais de dois meses, depois que a companhia e o sindicato chegaram a um acordo sobre o plano de demissões, informou a agência de notícias local Yonhap.

EFE |

Segundo a Polícia, os cerca de 400 trabalhadores que permaneciam no prédio da seção de pintura desde o dia 22 de maio começaram a abandonar de forma voluntária o local, onde nos últimos dois dias houve violentos confrontos.

A Ssangyong Motor anunciou em abril passado seu plano para reduzir em 36% o total de 2.646 funcionários, como parte de um plano de reestruturação da empresa.

Desde então, cerca de 1.670 empregados aceitaram voluntariamente planos de aposentadoria antecipada, enquanto outros 974 trabalhadores iniciaram uma greve e ocuparam a fábrica.

Mais da metade dos grevistas abandonaram a ocupação nos últimos dias, mas até hoje ainda havia 400 no prédio.

Segundo a "Yonhap", o sindicato aceitou preservar 48% dos 974 trabalhadores despedidos em troca de férias não pagas, enquanto os demais recorrerão a planos de aposentadoria voluntária.

Anteriormente, a fabricante tinha oferecido preservar 40% desses trabalhadores demitidos. EFE ce/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG