Apoio à reeleição ilimitada mostra empate técnico na Venezuela

CARACAS - Pesquisa do instituto Datanálisis divulgada nesta quinta-feira aponta empate técnico sobre a possível implantação da reeleição ilimitada na Venezuela, com 51,5% dos entrevistados apoiando e outros 48,1% rejeitando a emenda que sobre o assunto, que será votada no referendo de 15 de fevereiro.

EFE |

O estudo, que tem margem de erro de 2,72%, não permite claramente "projetar um favorito", indicou á Agência Efe o diretor da Datanálisis, Luis Vicente León, ressaltando que o "não" à proposta do presidente Hugo Chávez perdeu quatro pontos na comparação com a pesquisa de dezembro.

Segundo ele, o crescimento do "sim" à emenda deve-se basicamente aos "indecisos", em sua maioria "chavistas", que se decidiram pelo apoio à proposta.

A pesquisa, realizada entre 13 e 18 de janeiro, com 1.300 entrevistas, mostra, segundo León, uma "consolidação" dos grupos, em meio a uma forte campanha do Governo que, para ele, monopoliza os espaços. "A oposição não consegue passar sua mensagem", manifestou o diretor da Datanálisis.

Leia mais sobre: Venezuela

    Leia tudo sobre: venezuela

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG