Apesar de superstição, dia da abertura dos Jogos de Pequim não era o original

Pequim, 6 ago (EFE).- Embora a sociedade chinesa esteja comemorando o dia 8 de agosto como data de abertura dos Jogos Olímpicos pela sorte associada a este número, esta não fazia parte do calendário original do evento.

EFE |

O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Pequim (Bocog, em inglês) apresentou em 2001 uma programação com a cerimônia de abertura marcada para 25 de julho e o encerramento em 10 de agosto.

Entretanto, a organização lembrou que esta quinzena coincidia com a época de calor mais intenso em Pequim e, ainda em 2003, pediu ao Comitê Olímpico Internacional (COI) que autorizasse um atraso de três semanas, buscando menos calor, umidade e risco de tempestades - 15 de agosto era a nova data proposta à inauguração.

Após estudar a solicitação, a Comissão Executiva do COI autorizou uma mudança em 29 de junho, mas de apenas duas semanas.

O anúncio de que os Jogos começariam em 8 de agosto foi recebido com certa decepção no Bocog, mas o comitê se limitou a aceitar a decisão do COI.

"Teria sido melhor que o COI atrasasse a data de início em três semanas, como tínhamos pedido, em vez de duas", comentou à época Wang Wei, vice-presidente do Bocog.

Em novembro de 2004, o então prefeito de Pequim, Wang Qishan, anunciou que a abertura seria às 20h locais do dia 8 de agosto (oitavo mês) de 2008, aproveitando toda a superstição em torno do numeral.

A melhor prova de que a data é contemplada como sinônimo de sorte na China é que cerca de 8.000 casais escolheram o dia para se casar.

EFE nam/dp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG