Apesar de impopular, premiê do Japão descarta mudanças no Governo

Tóquio, 26 mar (EFE).- O primeiro-ministro do Japão, Yukio Hatoyama, disse hoje que não fará mudanças no Governo, apesar de sua popularidade ter caído para 30% e do teste que seu partido enfrentará em breve nas eleições para o Senado, informou a agência Kyodo.

EFE |

Em entrevista coletiva, Hatoyama disse ter consciência de que o índice de apoio ao seu Governo caiu 40 pontos percentuais desde que tomou posse, em setembro do ano passado. Porém, ele negou que vá renunciar.

O premiê afirmou ainda que não fará mudanças no gabinete, integrado por membros da coalizão liderada pelo Partido Democrático (PD), nem em seu partido, que no segundo semestre enfrentará seu primeiro teste eleitoral como legenda governista no pleito para o Senado, onde tem maioria.

Hatoyama também disse que entende o descontentamento da opinião pública com os escândalos de doações que respingaram nele e no número dois do PD, Ichiro Ozawa, considerado o homem forte do partido.

Por conta disso, Hatoyama reiterou a intenção de proibir doações políticas procedentes de empresas e organizações com uma nova lei e disse que as pessoas implicadas nos escândalos, incluído ele, devem explicações ao povo. EFE jmr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG