Nova York, 6 ago (EFE).- A presidente da organização Miss Universo, Paula M.

Shugart, disse hoje que a venezuelana Dayana Mendoza não corre o risco de perder o título que ganhou no mês passado, na final do concurso disputada no Vietnã.

A declaração de Shugart foi uma resposta às notícias de que Mendoza, que é modelo, poderia perder seu título por causa de fotos que tirou para campanhas publicitárias em que aparece nua, mas cobrindo suas partes íntimas com seu cabelo ou pernas.

"Dayana Mendoza não corre o risco de perder seu título de Miss Universo", afirmou Shugart em uma nota à imprensa.

"Apoiamos e respeitamos suas conquistas como modelo e a beleza artística capturada nestas fotos", acrescentou.

Ontem, a franquia do Miss Universo na Colômbia, onde aparentemente a notícia repercutiu mais, já havia evitado comentar os rumores de que a primeira finalista do concurso, a colombiana Taliana Vargas, poderia substituir Mendoza como rainha da beleza por conta das polêmicas fotos.

Segundo os representantes colombianos do Miss Universo, as fotos "foram tiradas com fins publicitários" e, "por tal razão, são altamente artísticas" e sem "nenhuma mensagem obscena". EFE rh/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.