com afeto marcam o primeiro encontro Chávez-Obama - Mundo - iG" /

Aperto de mãos e um livro com afeto marcam o primeiro encontro Chávez-Obama

A foto do primeiro encontro entre o presidente americano Barack Obama e seu colega e venezuelano Hugo Chávez na abertura da Cúpula das Américas foi publicada neste sábado nas primeiras páginas dos principais jornais da Venezuela.

AFP |

"Obama e Chávez se saúdam em Trinidad", afirma El Universal, destacando "um encontro marcado por sorrisos e um aperto de mãos".

O jornal El Nacional também publicou a imagem do eperto de mãos, e na legenda destacou o "quero ser teu amigo" que Chávez teria dito a Obama.

Segundo a presidência venezuelano, que divulgou as fotos, Chávez teria se dirigido a Obama dizendo: "Com esta mão há oito anos saudei Bush. Quero ser teu amigo".

Mas um funcionário da Casa Branca descreveu uma versão algo diferente. "Olá, quero me apresentar", teria dito Obama. "Depois eles apertaram as mãos. O presidente Chávez falou algo e o presidente Obama sorriu e voltou para seu lugar na fila".

Indagado mais tarde por um jornalista sobre o que disse a Chávez, Obama disse que respondeu em espanhol: "Eu perguntei: Como está?"

"Nós nos demos as mãos como cavalheiros e isto era previsível", afirmou Chávez posteriormente.

"Estou certo de que o presidente Obama, como eu, não tem problemas para apertar as mãos, e agradeço seu gesto de se aproximar para me cumprimentar...", destacou Chávez ao estimar que ao contrário do ex-presidente George W. Bush, Obama "é um homem inteligente, jovem e negro", e um "político de experiência, apesar de sua juventude".

"O presidente Obama disse coisas interessantes. Tomei nota. É ver para crer", concluiu Chávez.

Segundo as fontes da presidência venezuelana, os dois presidentes voltaram a apertar as mãos neste sábado na reunião, que teve a presença de todos os governantes da Unasul.

"Obama disse que estava muito feliz de estar em Port of Spain e de celebrar este encontro", afirmou uma das fontes.

Após o histórico aperto de mãos, Chávez presenteou Obama neste sábado com o livro "As veias abertas da América Latina", do uruguaio Eduardo Galeano, durante uma reunião do americano com os líderes da União de Nações Sul-Americanas (Unasul) em Port of Spain.

O livro tem uma dedicatória pessoal, na qual Chávez afirma esperar que o presidente americano possa "aprender com a história".

Fontes da presidência venezuelana informaram que Chávez deu a Obama uma edição em inglês deste ensaio sobre o saque dos recursos naturais que sofrido pelo subcontinente latino-americano do século XV até o fim do século XX.

"Para Obama com afeto", escreveu Chávez, segundo ele mesmo contou mais tarde.

"Este livro é um monumento em nossa história da América Latina. É para aprender com a história, sobre esta história temos que reconstruir", acrescentou.

O livro é uma das referências para qualquer um interessado na América Latina e é citado com frequência por Chávez.

"Pensei que era um livro do próprio Chávez. Estava a ponto de dar a ele um dos meus", afirmou Obama aos jornalistas depois da reunião, demonstrando sua surpresa com o presente.

Em novembro passado, Chávez qualificou a eleição de Obama de "histórica", mas posteriormente desqualificou o líder americano ao chamá-lo de "pobre ignorante".

A Venezuela expulsou o embaixador americano em Caracas, em setembro passado, e Washington reagiu fazendo o mesmo com o representante diplomático de Caracas nos Estados Unidos.

lr/fp/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG