Apenas o tubarão marracho será protegido pela CITES

Apenas uma espécie de tubarão, o tubarão marracho ou anequim, obteve nesta terça-feira a proteção da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçada (CITES), que de agora em diante autorizará o comércio internacional da espécie sob controle.

AFP |

Por 86 votos contra 42, em votação secreta, os Estados membros decidiram que este tubarão ( Lamna nasus ), que é pescado fundamentalmente em águas temperadas e considerado em perigo no Atlântico nordeste, não poderá ser colocado no mercado internacional a menos que esteja acompanhado de opiniões que afirmem que o comércio não ameaça a sobrevivência da espécie.


Apenas a espécie Lamna nasus será protegida pela CITES (Imagem/Getty Images)


A conferência da CITES rejeitou  nesta terça-feira as propostas para incluir sob proteção duas espécies de tubarões - o tubarão martelo e o tubarão oceânico -, depois de ter recusado a proteção a outras duas espécies marinhas de grande valor comercial, o atum vermelho do Atlântico Leste e o coral vermelho.

Com 75 votos a favor e 45 contrários, a proposta dos Estados Unidos e de Palau de incluir o tubarão martelo (Sphyrna lemini) no anexo II da CITES, que teria permitido regulamentar as exportações, não obteve a maioria necessária de dois terços.

Minutos depois, outra proposta dos mesmos países, relacionada ao tuburão oceánico de pontas brancas (Carcharhinus longimanus), tambén foi rejeitada (75 a favor e 51 contrários).

Todas as espécies foram propostas para figurar no Anexo II da convenção, que autoriza as exportações com a condição de que não prejudiquem as espécies.

A inscrição do tubarão marracho na lista havia sido proposta, sem sucesso, em 2007 durante a conferência anterior. O Canadá, que se opôs na ocasião à proposta, explicou nesta terça-feira que desta vez apoiou a medida pela "falta de progressos" na gestão desta pesca pelos organismos profissionais regionais.

Veja também:


Leia mais sobre: CITES

    Leia tudo sobre: citestubaraotubarão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG