Estado de Oaxaca é um dos mais atingidos pelas fortes chuvas; sete municípios decretaram estado de emergência

Ao menos oito pessoas morreram e 100 estão desaparecidas em deslizamentos de terra que ocorreram nesta terça-feira no Estado de Oaxaca, no sul do México. Na cidade de Santa Maria Tlahuitoltepec, que fica a cerca de quatro horas da capital, a cidade de Oaxaca, ao menos sete pessoas morreram e 100 estão desaparecidas em uma área rural. A oitava vítima, segundo a Associated Press, morreu em um outro deslizamento no Estado.

As chuvas fortes nas montanhas de Oaxaca desestabilizaram o solo ao redor de Santa Maria Tlahuitoltepec Mixe, município com 9 mil habitantes a cerca de quatro horas da capital do Estado, a cidade de Oaxaca. Uma montanha de aproximadamente 200 metros desabou sobre centenas de casas.

De acordo com autoridades mexicanas, o número de mortos pode aumentar em Santa Maria Tlahuitoltepec. As informações, no entanto, estão desencontradas. Enquanto o coordenador de operações da Proteção Civil, Luís Marin, disse que 100 pessoas estão desaparecidas, o governador de Oaxaca, Ulises Ruiz, garantiu à rede de TV Televisa que entre 500 e 1000 pessoas podem ter sido soterradas.

EFE
Deslizamento no Estado de Oaxaca, no México, que tem sofrido com as chuvas
Autoridades disseram que o Exército e equipes de resgate vão demorar para realizar seu trabalho por causa do mau tempo e das dificuldades geográficas. As estradas que chegam ao local foram bloqueadas por outros deslizamentos, e diversos rios transbordaram seus leitos.

“Esperamos chegar a tempo para resgatar essas pessoas”, disse Ruiz, citado pela CNN. Segundo o governador, um avião Hércules viajará em breve ao local levando máquinas pesadas e socorristas para o resgate.

A região tem sido castigada por fortes chuvas nas últimas duas semanas, em especial por causa da tempestade tropical Matthew, que segue parada sobre a área nesta terça-feira. Cerca de 300 milímetros de água caíram nos últimos três dias sobre a região, e a previsão é de mais chuva.

Sete municípios de Oaxaca, uma das regiões mais pobres do México, já decretaram estado de emergência por causa das fortes chuvas.

Na Colômbia, entre 20 e 30 pessoas continuam soterradas no Departamento de Antioquia, no noroeste do país, após um deslizamento de terra ocorrido na segunda-feira em decorrência das fortes chuvas que caíram na região.

Em Honduras, autoridades disseram que quatro pessoas, incluindo uma criança, morreram por conta das chuvas.

*Com Reuters e AP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.