Ao menos dois mortos em confrontos de governistas com opositores na Bolívia

Pelo menos duas pessoas morreram e 12 ficaram feridas nesta quinta-feira no departamento boliviano de Pando, fronteira com o Brasil, durante enfrentamentos entre grupos civis opositores e camponeses partidários do governo, informaram fontes oficiais.

Redação com agências internacionais |


Clique para ver a galeria de fotos dos protestos na Bolívia

Acordo Ortográfico O ministério do Interior indicou que "uma morte foi confirmada", mas a prefeitura de Pando, nas mãos da oposição, falou em dois mortos. O canal de televisão, no local dos fatos, mencionou quatro mortos, em confrontos a mão armada.

Os incidentes foram registrados na comarca de Porvenir, 30 km a leste da cidade de Cobija, capital de Pando, quando grupos cívicos e funcionários da prefeitura (oposição) chegaram ao local para impedir uma reunião de camponeses próximos ao presidente Evo Morales.

Crise política na Bolívia

Os incidentes acontecem em meio a uma grave crise política na Bolívia. Os departamentos de Santa Cruz, Beni, Pando, Tarija e Chuquisaca rejeitam a nova Constituição, defendida pelo presidente Evo Morales, e exigem que o governo devolva às províncias cerca de US$ 166 milhões em royalties do petróleo e gás relocados para a previdência social.

O governo afirma que "há uma escalada da violência", promovida por líderes cívicos de direita, que beira "a ilegalidade".

"Está-se promovendo a tomada de gabinetes públicos, e a polícia e as Forças Armadas estão cumprindo seu papel constitucional", justificou o vice-ministro de governo, Rubén Gamarra, em entrevista coletiva.

Fornecimento de gás

Devido a uma nova interrupção no funcionamento de um gasoduto no sudeste do país, a Bolívia suspendeu o envio de mais da metade do gás contratado pelo Brasil, informou nesta quinta-feira uma fonte da empresa Transierra.

Os violentos protestos de grupos oposicionistas na Bolívia, com sabotagem das instalações de gás fornecido ao Brasil, fizeram o governo brasileiro cogitar antecipar o encontro entre os presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o boliviano Evo Morales, previsto para o fim deste mês, em Manaus.

Leia mais sobre Bolívia

* Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: bolívia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG