Ao menos 9 pessoas morrem em protesto de indígenas no Peru

LIMA (Reuters) - Ao menos quatro policiais e cinco índios morreram nesta sexta-feira em um confronto no norte do Peru entre oficiais e os indígenas, que pedem a revogação de leis que segundo eles violam seus territórios. Os indígenas começaram os protestos em abril para exigir a suspensão de uma série de leis aprovadas pelo governo do presidente Alan García com o intuito de aumentar os investimentos privados em zonas ricas em recursos naturais como petróleo e gás.

Reuters |

O diretor da polícia nacional, José Sánchez Farfán, informou que os policiais entraram em choque com os índios na zona "Curva del Diablo", quando tentavam desbloquear uma estrada da localidade de Bagua Grande, na Amazônia.

"Eles foram atacados por indígenas que estavam escondidos lá, e temos a informação de que há quatro mortos da polícia até o momento", disse Sánchez Farfán à rádio local CPN.

Segundo o oficial, os policiais foram atacados com armas de fogo.

A polícia disse que não tinha informação de civis mortos, mas um líder indígena que disse estar na zona do conflito afirmou a outra rádio local que cinco índios morreram durante os enfrentamentos.

"Por impacto de bala, temos cinco irmãos mortos neste momento, vimos com nossos próprios olhos", disse um líder indígena identificado como Cabello à rádio Capital.

(Reportagem de Marco Aquino)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG