Ao menos 53 morrem em batalha no sul das Filipinas

MANILA (Reuters) - Um conflito opondo as tropas filipinas contra guerrilhas muçulmanas em uma ilha no sul do país matou ao menos 53 pessoas, informou o Exército nesta quinta-feira, mas analistas disseram que é improvável que o conflito tenha abalado os rebeldes. Os soldados mataram ao menos 30 guerrilheiros durante um ataque na quarta-feira em uma base de rebeldes Abu Sayyaf, no interior do sul da ilha de Basilan, disse a jornalistas o general de brigada Rustico Guerrero, comandante da marinha.

Reuters |

"Baseado somente nesse incidente, seria prematuro tomar uma conclusão na neutralização de Abu Sayyaf", disse à Reuters Mars Buan, um analista da consultoria de risco Estratégias Pacíficas e Avaliação.

"No passado, o Abu Sayyaf sofreu o maior número de baixas, mas continua como uma das mais sérias ameaças no sul."

Vinte e três soldados morreram e 20 ficaram feridos em oito horas de luta, disse Guerrero, descrevendo o conflito como uma das maiores batalhas desde 2007, quando 15 soldados e 40 rebeldes morreram em Basilan.

(Por Manny Mogato)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG