Ao menos 32 morrem após incêndio em trem na Índia

HYDERABAD (Reuters) - Pelo menos 32 pessoas morreram quando um incêndio, provavelmente causado por um curto-circuito, se espalhou em um trem indiano na madrugada de sexta-feira enquanto muitos passageiros dormiam, disseram o governo e a polícia. Cinco vagões do Gautami Express, que viajava de Hyderabad, capital do Estado de Andhra Pradesh, para Kakinada na costa, foram envolvidos no incêndio, que aconteceu antes do amanhecer, disse o ministério de ferrovias da Índia.

Reuters |

Imagens de televisão mostraram um vagão com sua pintura exterior derretida pelo calor, com chamas incandescentes vistas pelas janelas na escuridão da madrugada. Barras cobriam as janelas sem vidros, como é normal nos vagões comuns.

Autoridades ferroviárias descartaram a possibilidade de sabotagem e disseram que o fogo foi aparentemente causado por um curto-circuito.

Equipes de resgate tiveram dificuldades para chegar ao local do acidente, que é inacessível pelas estradas e rodovias da região, e teve seu acesso ainda mais complicado por causa da escuridão no horário.

Cerca de 15 milhões de pessoas viajam todos os dias na imensa rede de ferrovias da Índia. Vagões mais baratos tendem a ser superlotados, resultando em maiores números de mortos quando há a ocorrência de acidentes.

(Reportagem adicional de Jonathan Allen)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG