Ao menos 24 militares são mortos no sul das Filipinas

Zamboanga (Filipinas), 8 dez (EFE).- Pelo menos 24 soldados morreram e 16 ficaram feridos em combates do Exército contra o grupo radical islâmico Abu Sayyaf nas selvas do sul das Filipinas, informaram hoje fontes militares.

EFE |

As tropas lançaram ontem ataques contra campos da Abu Sayyaf nas ilhas de Basilan e Jolo, segundo a tenente Stéphanie Cacho, porta-voz do Comando de Mindanao Ocidental do Exército filipino.

Cacho afirmou que os enfrentamentos continuaram durante a madrugada da segunda-feira em Basilan, onde em julho 14 marines foram decapitados pelos extremistas.

Fundado em 1991 por ex-combatentes da guerra do Afeganistão contra a União Soviética, a Abu Sayyaf está vinculada à Jemaah Islâmica, o braço da Al Qaeda no Sudeste Asiático.

Considerado grupo terrorista pelos Governos das Filipinas e dos Estados Unidos, o grupo é considerado responsável por alguns dos ataques mais sangrentos dos últimos anos no país. EFE rp/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG