Ao menos 22 guerrilheiros das Farc morrem em combates com polícia

Confronto com polícia colombiana ocorreu neste domingo em San Miguel, perto da fronteira com o Equador

EFE |

Ao menos 22 guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) morreram neste domingo em combates com a Polícia colombiana. O confronto ocorreu na localidade de San Miguel, perto da fronteira com o Equador.

O diretor da Polícia, general Óscar Naranjo, irá para a região acompanhado do ministro da Defesa, Rodrigo Rivera, para avaliar a situação e fazer um balanço da operação. Os enfrentamentos ocorreram próximo do rio San Miguel, no departamento de Putumayo, próximo à fronteira com o Equador.

Conforme as autoridades militares colombianas, os guerrilheiros mortos pertencem à frente 48 das Farc. Esta facção é a mesma que atacou o quartel da Polícia da fronteira em 10 de setembro, no qual morreram 8 policiais.

O presidente colombiano, Juan Manuel Santos, agradeceu a colaboração das autoridades equatorianas na operação que matou 22 guerrilheiros das Farc.

O líder assinalou em conversa telefônica com seu ministro da Defesa, Rodrigo Rivera, que ligará ao presidente equatoriano, Rafael Correa, para agradecer pelo apoio de Quito na operação.

"É muito importante a colaboração do governo do Equador. Eu pessoalmente vou ligar ao presidente Correa para lhe agradecer essa forma como vamos tornar muito mais efetivo o controle da fronteira", declarou.

Segundo Santos, a morte dos 22 guerrilheiros nesta madrugada no povoado de San Miguel, na fronteira com o Equador, é o maior ataque contra as Farc nos últimos tempos. Ele também cumprimentou as Forças Armadas e a polícia pelo êxito na operação.

    Leia tudo sobre: farccolômbiaequadorcrimes de guerra

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG