Tamanho do texto

Riad, 1 ago (EFE) - Um total de 13 imigrantes ilegais morreram de sede em um deserto do sudoeste da Arábia Saudita após chegar a esta nação buscando oportunidades de trabalho, informaram hoje fontes oficiais. O coronel Abdallah al-Qurani, porta-voz policial da província de Asir, disse que as vítimas foram encontradas no deserto dessa região após receber um aviso de um parente do motorista do veículo que dizia que estavam perdidos. A nacionalidade dos mortos não foi divulgada, mas a fonte, em declarações reproduzidas pela imprensa saudita, informou que entre os objetos achados havia dois passaportes iemenitas. Os corpos dos ilegais foram encontrados perto de um veículo no qual aparentemente viajavam. Morreram de sede, junto ao guia, depois de se perderem no caminho após tomar uma rota alternativa para evitar a Polícia, acrescentou o porta-voz policial.

EFE ma/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.