Anúncio que cita filhas de Obama causa polêmica nos EUA

Washington, 6 ago (EFE).- Um anúncio que reivindica merendas mais saudáveis nas escolas americanas vem causando polêmica nos Estados Unidos, pois cita as filhas do presidente do país, Barack Obama.

EFE |

Segundo especialistas, o cartaz poderá aborrecer a Casa Branca, que ainda não fez nenhum comentário.

"Se as filhas de Obama fazem refeições saudáveis no colégio, por que eu não posso?", diz o texto do cartaz, exposto a partir desta semana no metrô de Washington.

Segundo o diário "Politico", a menina que aparece no anúncio chama-se Jasmine Messiah, tem 8 anos, e é aluna de um colégio público da Flórida.

A campanha foi paga por um grupo de médicos que patrocina um projeto de lei no Congresso para que haja mais frutas, verduras e opções vegetarianas nas merendas das escolas públicas.

De acordo com o diário, a menina do cartaz mandou uma carta às filhas de Obama, Malia e Sasha, pedindo que escrevam ao Congresso para que aprovem a lei.

As filhas do presidente estudam em um colégio particular, que já foi frequentado por Chelsea, filha de Bill e Hillary Clinton.

Segundo o presidente do comitê de médicos que financia a campanha, Neal Barnard, a maioria das escolas "não têm alternativa à dieta com carnes, queijos e altas calorias, que contribui à obesidade infantil e os problemas de saúde".

Já o diretor de estudos de Governo do Instituto Brookings, Darrell West, criticou o uso de Malia e Sasha na campanha.

"As filhas de Obama são muito jovens. Esta não é a melhor forma de ganhar o coração do presidente", afirmou. EFE jab/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG