Antigas repúblicas soviéticas criam forças armadas coletivas

Moscou, 4 fev (EFE).- Os governantes dos países da pós-soviética Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC) acertaram hoje a criação de forças coletivas de reação rápida com base permanente na Rússia.

EFE |

"Todos os presentes manifestaram seu acordo na necessidade de adotar a decisão correspondente", disse o presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, citado pela agência oficial "RIA Novosti", em reunião realizada no Kremlin.

O presidente da Armênia, Serge Sargsian, disse que o acordo foi assinado por todos os chefes de Estado da OTSC, que reúne Rússia, Belarus, Armênia, Cazaquistão, Quirguistão, Tadjiquistão e Uzbequistão Segundo a "RIA Novosti", Sargsian especificou, porém, que embora tenha assinado, o Uzbequistão expressou uma "opinião particular".

"Por enquanto, o Uzbequistão não está de acordo com que as forças incluam membros dos serviços secretos e dos ministérios de Emergência", explicou o porta-voz da OTSC, Vitali Strugovets.

Além disso, os líderes da OTSC prorrogaram por mais três anos o mandato do russo Nikolai Bordiuzha como secretário-geral da aliança, cargo que ele exerce desde 2003. EFE bsi/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG