Antes de visita ao Brasil, Naruhito pede respeito entre japoneses e imigrantes

O príncipe Nahurito, herdeiro do Japão, afirmou nesta quarta-feira que é importante que japoneses e imigrantes se respeitem mutuamente, quando o Japão abre gradualmente suas portas aos estrangeiros, uma semana antes de uma visita ao Brasil.

AFP |

O herdeiro do Trono de Crisântemo fez o comentário durante uma coletiva de imprensa antes da visita ao Brasil, na próxima semana, para o centenário da chegada dos primeiros imigrantes japoneses ao país.

O Brasil tem atualmente mais de 1,2 milhão de descendentes japoneses, a maior comunidade de origem nipônica no exterior, enquanto mais de 300.000 brasileiros de origem japonesa vivem agora no Japão.

"Acredito que é importante criar um ambiente em que os estrangeiros que vivam no Japão e os japoneses vivam juntos se respeitando mutuamente", disse o príncipe.

Contudo, reconheceu que a integração dos estrangeiros pode ser difícil pelas "diferenças de cultura e a língua".

O príncipe herdeiro, de 48 anos, visitará o Brasil sozinho, devido ao estado de saúde de sua esposa, Masako, 44 anos, que sofre de depressão há anos.

"Peço a compreensão da população, apesar de lamentarmos pelos brasileiros e japoneses que queriam que viajássemos juntos", explicou.

A princesa, uma ex-diplomata poliglota, formada em Oxford e Havard, viajará ao exterior apenas se isso "ajudar no seu restabelecimento", acrescentou.

Há 100 anos, cerca de 800 japoneses partiram de Kobe (oeste do Japão) a bordo do barco "Kasato Maru", em busca de uma vida melhor. Em junho de 1908, chegaram ao porto de Santos, onde na realidade tiveram que trabalhar duramente na agricultura.

mis/fb/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG