ANP elogia condenação da UE à expansão de assentamentos israelenses

Ramala, 21 fev (EFE).- A Autoridade Nacional Palestina (ANP) expressou hoje satisfação com a condenação manifestada recentemente pela União Europeia (UE) à expansão dos assentamentos israelenses na Cisjordânia.

EFE |

Nabil Abu Rudeina, porta-voz do presidente da ANP, Mahmoud Abbas, fez a declaração depois que a imprensa israelense noticiou, nesta semana, que Israel aprovou a expansão da colônia judia de Efrat, a principal do bloco de assentamentos de Gush Etzion, no distrito de Belém.

"A continuação da construção nos assentamentos e dos postos de controle militar não só significam um golpe à Iniciativa de Paz Árabe, mas também aos entendimentos de Annapolis (Estados Unidos) e aos esforços internacionais para uma solução" de dois Estados, disse Abu Rudeina.

Na sexta-feira, um comunicado divulgado pela Presidência tcheca da UE exigiu que Israel detenha a construção dos assentamentos na Cisjordânia.

Por outro lado, o negociador-chefe palestino, Saeb Erekat, disse hoje que a ANP não debaterá com o futuro Executivo israelense se esse não reconhecer os acordos ou entendimentos de paz adquiridos no passado.

O líder do partido direitista Likud, Benjamin Netanyahu, recebeu a incumbência de formar o novo Governo em Israel após as eleições do dia 10, e inicialmente conta com o apoio de uma base de 65 deputados de legendas de extrema direita, que mostram hesitação a negociar ou fazer qualquer tipo de concessão aos palestinos. EFE fn/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG