Jerusalém, 21 out (EFE).- A Autoridade Nacional Palestina (ANP) denunciará ao Conselho de Segurança das Nações Unidas os ataques dos colonos judeus contra os habitantes palestinos na Cisjordânia e em Jerusalém.

"Os contínuos ataques contra os lugares sagrados islâmicos por colonos judeus que atuam sob a proteção do Exército israelense têm como objetivo sabotar todas as possibilidades do processo de paz", afirmou hoje o Conselho Executivo da Organização para a Libertação da Palestina (OLP), em comunicado.

A nota também faz referência aos últimos ataques de colonos registrados no território palestino ocupado da Cisjordânia por ocasião da temporada da coleta da azeitona em cultivos, às vezes, próximos aos assentamentos judaicos.

"Decidimos apresentar uma queixa urgente e decisiva ao Conselho de Segurança para chamar a atenção da comunidade internacional sobre esses crimes racistas da ocupação", afirma o comunicado da OLP, o que também demanda "proteção internacional para os palestinos".

Sobre as negociações de paz com Israel, relançadas em novembro de 2007 na conferência em Annapolis (EUA), a OLP afirma que "não conseguiram nenhum progresso na fase atual" por culpa da parte israelense. EFE aca/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.