Ano Novo é recebido pelo mundo com festa e fogos

Diversos países ao redor do mundo prepararam grandes festas e realizaram uma série de eventos comemorativos para saudar a chegada de 2010. O Ano Novo começou primeiro no Pacífico Sul.

BBC Brasil |

À meia-noite na Nova Zelândia, um grande espetáculo de fogos de artifício teve início na Sky Tower, em Auckland.




Uma exibição ainda maior ocorreu na Baía de Sydney, na Austrália, onde mais de quatro toneladas de explosivos criaram um show de luz e cor no céu sobre a famosa ponte da cidade.

Estima-se que a multidão na área da baía chegou a 1,5 milhão. O show é parte de uma festa que custou aos cofres públicos US$ 4,5 milhões.

As autoridades locais estimam que as imagens foram vistas pela televisão por até 1 bilhão de pessoas em todo o mundo.

Exibição "mágica"
A capital japonesa, Tóquio, recebeu 2010 no estilo tradicional: com o som dos sinos dos templos da cidade tocados à meia-noite.

O templo de Sensoji, um dos mais antigos de Tóquio, foi enfeitado com faixas e cartazes com mensagens de um feliz ano novo para os visitantes.

Na maior parte da China, que dá preferência para a celebração do Ano Novo Lunar, nenhum grande evento estava planejado para a virada do ano.

Mas em Hong Kong cerca de 500 mil pessoas lotaram a região da orla para assistir à queima de fogos lançados do alto dos arranha-céus da ilha.

Em Moscou, apesar de uma forte nevasca e das temperaturas de cerca de 10° C abaixo de zero, uma série de celebrações foi organizada na Praça Vermelha.

Na França, as autoridades de Paris anunciaram uma exibição "única e mágica" para a passagem de ano na Torre Eiffel.

O criador do espetáculo na capital francesa, Bernard Schmitt, disse à agência de notícias AFP que o objetivo da festa era transformar a torre em "uma gigante árvore de Natal com enfeites vistosos".

Réveillon londrino
A virada de ano em Londres foi preparada em torno da roda gigante do London Eye nas margens do rio Tâmisa. Os moradores da capital britânica saíram de casa para as comemorações, apesar da previsão de temperaturas perto de zero.

Em Nova York, a praça de Times Square se preparou para receber um público estimado em 1 milhão de pessoas para a tradicional contagem regressiva para a chegada de 2010.

A segurança no centro da cidade foi reforçada, e as pessoas eram proibidas de se aproximar de Times Square com mochilas ou grandes sacolas.

"Nós supomos que Nova York é o alvo número um para terroristas nos Estados Unidos", justificou o comissário de polícia da cidade, Raymond W. Kelly, em entrevista ao jornal The New York Times.

    Leia tudo sobre: réveillon

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG