Annan diz que EUA são fundamentais para solucionar conflito palestino

Genebra, 22 abr (EFE).- O ex-secretário-geral das Nações Unidas, Kofi Annan, afirmou hoje que o envolvimento e o compromisso dos Estados Unidos são essenciais para solucionar o conflito palestino.

EFE |

"O conflito do Oriente Médio não pode ser resolvido sem o envolvimento dos EUA. Outros atores podem assistir e participar, mas é necessário o compromisso e envolvimento total dos EUA", declarou Annan em entrevista coletiva.

"Eu aprendi isto sendo secretário-geral (da ONU) e atuando para resolver o dilema. É por isto que não é justo criticar o secretário-geral da ONU por não atuar, ele faz tudo o que pode", declarou.

Na semana passada, o relator especial da ONU sobre a situação nos territórios palestinos ocupados, John Dugard, pediu que as Nações Unidas ou seu secretário-geral se envolvam de forma clara para acabar com a violência e o derramamento de sangue em Gaza e na Cisjordânia.

Annan aceitou que o conflito palestino representa um "verdadeiro dilema" para aqueles que estão tentando ajudar a solucioná-lo, "pois é muito difícil negociar com a metade dos palestinos e ficar lutando com a outra metade".

Além disso, defendeu o ex-presidente americano Jimmy Carter, que recentemente visitou os territórios ocupados e se reuniu com os dirigentes do Hamas.

"Qualquer iniciativa que busque acabar com o conflito tem que ser bem-vinda, não são justas as críticas feitas sobre ela", declarou.

Além disso, Annan lembrou que Carter foi a única pessoa que conseguiu que fosse mantido um processo de paz na região - o de Israel e Egito e apoiado pelo ex-presidente americano -, o que faz com que o ex-funcionário da ONU afirmasse que ele "está muito agradecido". EFE mh/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG