A Anistia Internacional se declarou nesta terça-feira preocupada com o ataque sofrido pela sede da televisão Globovisión em Caracas e pediu que à Venezuela a abertura urgente de uma investigação completa e imparcial do ocorrido.

"Os ataques contra a liberdade de expressão são uma série e velha preocupação na Venezuela", declarou Susan Lee, diretora da organização de defesa dos direitos humanos para as Américas.

"O presidente Hugo Chávez tem de garantir que o direito da imprensa de exercer sua atividade legítima seja respeitado, mesmo quando incluir críticas ao governo", acrescentou, através de comunicado no qual a AI pede ao governo uma investigação ampla e imparcial.

Várias pessoas armadas invadiram na segunda-feira a sede em Caracas do canal de notícias Globovisión, que se destaca pela crítica ao governo do presidente venezuelano Hugo Chávez, e lançaram duas bombas de gás lacrimogêneo contra suas dependências.

A televisão mostrou imagens tomadas por suas câmaras de segurança nas quais se vê um grupo de pessoas com boinas vermelhas e bandeiras do partido UPV, aliado de Chávez, entrando nas instalações da Globovisión e acionando as bombas.

str/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.