Anistia Internacional elogia Obama por querer fechar Guantánamo

Londres, 17 nov (EFE) - A Anistia Internacional (AI) elogiou hoje o compromisso reiterado pelo presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, de fechar a prisão americana de Guantánamo, em Cuba, e pediu que faça isso em seus primeiros 100 dias na Casa Branca.

EFE |

Em comunicado, a organização de defesa dos direitos humanos pediu a Obama para demonstrar seu compromisso com a legislação internacional assinando uma ordem Executiva proibindo a tortura e os maus-tratos.

O democrata reiterou no domingo sua intenção de fechar a base de Guantánamo e de retirar as tropas do Iraque, em sua primeira entrevista na televisão - ao canal "CBS" - após vencer as eleições de 4 de novembro.

Em sua nota, a Anistia pede também que Obama apóie uma investigação independente sobre todos os aspectos das práticas de detenção e interrogação dos EUA na chamada "guerra contra o terror", e que garanta "transparência sobre as violações de direitos cometidas nesse contexto". EFE jm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG