Animais protegidos são encontrados mortos a tiros nos EUA

PORTLAND, Oregon - Seis leões marinhos protegidos por lei federal foram encontrados mortos a tiros presos em armadilhas no Rio Columbia. Autoridades estaduais e federais investigam o crime.

AP |

Os animais foram encontrados um dia depois que três focas foram encontradas mortas a tiros no centro da Califórnia.

No domingo, as carcaças de quatro leões marinhos da Califórnia e dois leões marinhos da raça Steller foram encontrados sob a represa Bonneville no Rio Columbia, fronteira entre o Oregon e Washington.

Aparentemente uma pessoa do lado da fronteira pertencente a Washington atirou nos seis animais durante a noite, disse Brian Gorman, porta-voz do Serviço Nacional de Animais Marinhos.

Foram localizadas duas gaiolas abertas contendo as carcassas de dois leões marinhos da Califórnia e um Steller, ele disse.

As autoridades planejam realizar autópsias nos animais e a área está sendo tratada como uma cena de crime investigada por agentes policiais, disse Gorman.

Investigadores tentarão determinar se há relação entre os animais mortos no domingo no Rio Columbia e as focas mortas no sábado perto de San Simeon na Califórnia, disse Gorman.

Washington e Oregon concederam a autorização à caça ou captura de 85 leões marinhos por cinco anos na base da represa, onde eles se alimentam de salmão em extinção durante a piracema.

Pescadores e tribos de nativos pediram a proteção do salmão e a remoção dos leões marinhos, através da execução caso necessário, forçando a medida do governo.

Sete leões marinhos foram presos no Rio Columbia desde que a Nona Corte de Apelação dos Estados Unidos aprovou sua captura. Um morreu durante inspeção médica antes da transferência para um parque aquático.

A Sociedade Protetora dos Animais nos EUA entrou com ação contra a autorização do governo, com audição marcada para o dia 8 de maio. Até que a decisão seja tomada pelo juiz, nenhum animal pode ser legalmente executado.

Agora, enquanto as autoridades investigam a morte dos leões marinhos, todas as armadilhas serão suspendidas, disse Rick Hargrave, porta-voz do Departamento de Vida Selvagem  do Oregon que estava na cena do crime no domingo.

"Estamos chocados", disse Sharon Young, porta-voz da Sociedade Protetora dos Animais, que ficou sabendo da morte dos leões marinhos através de um repórter.

"Somos uma nação de leis, e esperamos que as pessoas respeitem isso", disse Young.

    Leia tudo sobre: animais

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG