Moscou, 2 out (EFE).- A chanceler da Alemanha, Angela Merkel, criticou hoje a atitude desproporcional da Rússia no conflito com a Geórgia e pediu que Moscou restabeleça a confiança em suas relações com o Ocidente.

"Consideramos desproporcional a reação russa neste conflito e declaramos que é necessário restabelecer a confiança mútua", declarou Merkel ao discursar ao lado do presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, em um fórum político em São Petersburgo.

Merkel afirmou que a União Européia (UE) apresentou um plano de solução do conflito no Cáucaso e defendeu um maior papel dos observadores internacionais que devem substituir as tropas russas nas faixas de segurança em torno das regiões separatistas georgianas da Abkházia e da Ossétia do Sul, cujas independências foram reconhecidas por Moscou.

A chanceler alemã acrescentou que nas negociações bilaterais com o presidente russo também apresentará a necessidade de um "diálogo preventivo" entre a Rússia e o Ocidente sobre todas as regiões onde podem surgir "conflitos similares", segundo a agência "Interfax".

Por sua parte, Medvedev afirmou hoje que as relações políticas e econômicas entre Rússia e Alemanha são "fatores de estabilidade" e não dependem das divergências entre os dois países.

"Apesar das divergências que surgem entendemos e levamos em conta os interesses do outro", disse Medvedev ao se referir às críticas ocidentais por causa do conflito na Geórgia.

Merkel e Medvedev concordaram que a atual crise financeira demonstra que o mundo precisa de novas normas para os mecanismos internacionais de gestão de crise, devido à grande "interdependência" que existe nas condições da globalização.

A chanceler alemã advertiu que "as sociedades não abertas podem tentar se esquivar desta interdependência", o que prejudicaria a sociedade civil, disse ao se referir às tendências de isolamento da Rússia e às denúncias de involução democrática no país. EFE si/wr/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.