Por Gabriela Baczynska WARSAW (Reuters) - Paleontólogos que participavam de uma escavação ao sul da Polônia descobriram os restos de um dinossauro que afirmam ser um ancestral desconhecido do Tiranossauro Rex.

O predador pré-histórico, batizado provisoriamente de 'Dragão', viveu há aproximadamente 200 milhões de anos, segundo Tomasz Sulej, membro da equipe da Academia de Ciências Polonesa.

O animal era bípede e media cinco metros de comprimento. O maior dente do dinossauro tinha sete centímetros.

'Este é um tipo completamente novo de dinossauro e que até agora era desconhecido', disse Sulej na sexta-feira. 'Ninguém esperava que membros desse grupo vivessem naquela época, então isto nos oferece conhecimentos novos sobre toda a evolução dos Tiranossauros Rex.'

O fóssil foi encontrado na vila de Lisowice, a aproximadamente 200 quilômetros de Varsóvia.

Os paleontólogos continuarão examinando os ossos e documentarão a descoberta antes de decidirem o nome definitivo do dinossauro, cujos restos serão apresentados em Lisowice no dia 7 de agosto, afirmou Sulej.

No mesmo local, o grupo também encontrou um dicynodon -- um réptil que antecedeu diretamente os mamíferos.

'Temos quase certeza que o 'Dragão' caçou animais como este dicynodon, que era herbívoro e parecia um hipopótamo, porém muito maior', analisou Sulej.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.