Amy Winehouse dá soco em fã em Glastonbury

Amy Winehouse voltou aos palcos no Festival de Glastonbury na noite deste sábado e parece ter dado um soco em um fã. Ela bateu em alguém que teria tentado pegar em seu cabelo enquanto ela encerrava sua apresentação perto dos fãs na frente do palco, segundo o porta-voz da cantora.

BBC Brasil |

Já o organizador do festival, Michael Eavis, afirmou que Winehouse disse a ele que alguém tentou pegar em seus seios.

A cantora de soul foi sucedida no palco pelo rapper americano Jay-Z, que fez uma apresentação triunfante para calar os críticos que diziam que um show de hip-hop não deveria ser o destaque do festival.

Outras estrelas de um sábado com sol durante a maior parte do dia incluíam Duffy e Massive Attack.

Boa saúde
A apresentação de uma hora de duração de Winehouse foi seu primeiro show completo na Grã-Bretanha nos últimos sete meses.

Ela atraiu uma multidão para o palco principal, o Pyramid Stage, mas dividiu as opiniões dos fãs. Seu porta-voz disse que pelo menos 75 mil pessoas assistiram ao show e que os organizadores nunca viram o gramado tão cheio.

"O 'soco' ocorreu quando alguém tentou puxar seu cabelo e ela reagiu", disse o porta-voz.

Porém, as imagens do incidente não deixam claro o que provocou a estocada.

A cantora vencedora do Grammy estava em perfeita forma e com a voz boa durante a maior parte da apresentação, afastando um pouco os temores sobre suas condições de saúde.

Ela pulou para a área de segurança nas últimas duas músicas, durante as quais ficou separada dos fãs apenas por uma cerca.

"Obrigada pelo apoio de vocês", disse ela aos fãs durante o show, que contaram com músicas como Cupid, Rehab e Tears Dry on Their Own.

"Eu realmente gostei - eu nunca tinha visto ela ao vivo antes e achei que foi realmente bom", disse a fã Lucinda Whitehead, de 18 anos.

Porém, Laura Bradley, de 24 anos, disse que era "uma pena que o público não gostou e ficou ofendendo ela".

Show polêmico
O público de Jay-Z parecia menor, mas o rapper foi recebido com gritos e aplausos.

A estrela de hip-hop nova-iorquina incitou o público com uma introdução que incluía uma entrevista da BBC com a estrela do Oasis, Noel Gallagher dizendo que hip-hop era "errado" para Glastonbury.

Jay-Z subiu ao palco com a melodia de Wonderwall, do Oasis, de fundo.

"Então eles dizem que vocês não me queriam aqui esta noite", disse ele.

"Obrigado por todo o amor aqui esta noite", acrescentou o rapper, dizendo que Glastonbury "abraçou minha cultura".

"Este é um momento bonito, eu estou feliz em dividi-lo com cada um de vocês", afirmou.

O público enlouqueceu com os hits de Jay-Z, incluindo 99 Problems, Hard Lnock Life e Encore.

Sem surpresas
Ele parece ter conseguido ser bem-sucedido em relação aos muitos freqüentadores do festival que estavam receosos com sua aparição.

O fã de indie James Lucas, de 26 anos, que usava uma camiseta do Charlatans, disse: "Não era minha praia, mas, sim, ele foi muito, muito bem."
"Quando você vê pessoas no melhor momento de sua carreira vale a pena."
Tom O'Shea, de 27 anos, disse que o show marcava uma "nova era" do festival.

"Quebra barreiras e ele foi ótimo no que ele fez", disse. "Ele é o melhor rapper do mundo."
Porém, uma decepção foi a falta de convidados-surpresa.

Havia rumores de várias participações, como sua mulher, Beyonce, o vocalista do Coldplay, Chris Martin, Pharrell Williams, do NERD, LinkinPark, Rihanna e Winehouse.

As apresentações que precederam Jay-Z e Winehouse incluíram Crowded House, Manu Chao, The Raconteurs e Shakin' Stevens.

O sol brilhou durante a maior parte do dia, secando a lama criada com a chuva de quinta e sexta-feira.

Cerca de 172 mil pessoas estavam no local na manhã de sábaado, de acordo com estimativas da polícia.

Os crimes praticamente dobraram em comparação com o ano passado, com 342 incidentes, contra 177 em 2007. Boa parte deste aumento foi gerada por furtos nas tendas.

    Leia tudo sobre: amy winehouse

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG