Ampliação do G8 poderia ser discutida em reunião com o G5

Toyako (Japão), 8 jul (EFE).- A ampliação do Grupo dos Oito (G8, os sete países mais industrializados e a Rússia) poderia ser tratada amanhã na reunião com o Grupo do Cinco (G5), integrado por Brasil, China, Índia, México e África do Sul.

EFE |

O porta-voz do Ministério de Exteriores japonês, Kazuo Kodama, disse hoje que os países dos dois grupos são "livres" para discutir estas idéias, durante uma entrevista coletiva na qual falou dos temas abordados hoje pelo G8 na cúpula que acontece no Japão.

Segundo Kodama, durante a reunião matinal da cúpula, um líder do G8 apoiou a possível ampliação do clube, que é composto atualmente por Estados Unidos, Japão, Reino Unido, Alemanha, França, Itália e Canadá, em uma clara alusão ao presidente francês, Nicolas Sarkozy.

O porta-voz japonês acrescentou que três líderes do G8 não concordaram com esta possibilidade, mas não revelou os nomes dos dirigentes, embora ontem EUA e Japão já tenham mostrado sua rejeição à ampliação.

Em comunicado, o G8 se mostrou hoje satisfeito com o progresso do processo de Heiligendamm, iniciado na cúpula do ano passado na Alemanha, na qual começou um diálogo entre os países mais industrializados e as maiores economias emergentes: Brasil, China, Índia, México e África do Sul. EFE fab/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG