Amorim visitará Israel e territórios palestinos

Brasília, 8 jan (EFE).- O ministro das Relações Exteriores Celso Amorim visitará Israel, Síria, Jordânia e os territórios palestinos entre o domingo e a próxima terça-feira para tentar contribuir para o fim do conflito armado na Faixa de Gaza, informaram hoje fontes oficiais.

EFE |

Em seu primeiro dia, Amorim visitará Damasco para se reunir com o presidente sírio, Bashar al-Assad, e o ministro de Exteriores, Walid al-Mualen.

No mesmo dia, viajará a Jerusalém, onde se encontrará com sua colega israelense, Tzipi Livni, segundo um comunicado do Ministério das Relações Exteriores.

Na segunda-feira, Amorim seguirá para Ramala para se reunir com o presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas, o primeiro-ministro palestino, Salam Fayyad, e seu colega Riad Maliki.

No último dia de sua visita, o chanceler se dirigirá a Amã, onde será recebido pelo rei jordaniano, Abdullah II, e o ministro de Exteriores, Salah Bashir.

O objetivo do giro pelo Oriente Médio é "apoiar os esforços" para um cessar-fogo "imediato", para aliviar a situação das vítimas e para estabelecer uma paz "duradoura" na região, indicou o comunicado.

Nas últimas semanas, Amorim entrou em contato com diversas autoridades internacionais para tentar tramitar uma cúpula multilateral na qual se busque uma fórmula para a paz entre palestinos e israelenses.

O ministro ligou para o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, para o da Liga Árabe, Amre Moussa, e para seus colegas de Estados Unidos, França, Egito, Turquia, Síria, Espanha e Suíça.

Ao término de sua visita, Amorim participará da cerimônia de entrega de seis toneladas de remédios e oito toneladas de alimentos que o Governo federal doou aos palestinos castigados pelo conflito em Gaza.

Os medicamentos serão enviados amanhã em um avião Hércules C-130 da Força Aérea Brasileira, que aterrissará em Amã no próximo domingo.

De lá, os donativos serão "imediatamente" transportados à Faixa de Gaza, com o apoio de uma organização de caridade jordaniana. EFE mp/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG