Amorim se encontra com Hillary e defende participação da Espanha na cúpula do G20

WASHINGTON - O ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, reiterou o apoio brasileiro à participação da Espanha nas cúpulas do Grupo dos Vinte (que reúne os países mais ricos e principais emergentes), apesar de não fazer parte do G20. Sua declaração foi após o encontro com a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, em Washington.

Redação com EFE |

"Achamos que é muito bom que a Espanha, uma das maiores economias do mundo, participe", disse Amorim à imprensa após se reunir com a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, com a qual falou sobre os preparativos para a cúpula do G20, que será realizada em 2 de abril em Londres.

Amorim disse que o Brasil acha positiva a participação de países que não façam parte do Grupo, mas afirmou que outra nação em desenvolvimento deveria ser convidada para que haja "mais diversidade de vozes".

Ele mencionou especificamente o Egito como um dos candidatos.

Durante a conversa no Departamento de Estado, Amorim e Hillary concordaram em que os respectivos responsáveis das cúpulas do G20 devem se reunir para preparar o encontro presidencial de abril em Londres.

Nesse encontro, as principais economias do mundo pretendem fixar as bases para uma reforma do sistema financeiro internacional que responda à atual crise.

Leia mais sobre G20

    Leia tudo sobre: g20

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG