Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Amorim nega que exercícios russos no Caribe causem mal-estar

Brasília, 19 nov (EFE).- O chanceler Celso Amorim disse hoje que seu país ignora o motivo das manobras militares que serão feitas por Venezuela e Rússia nas águas do Caribe, mas negou que isso cause algum mal-estar, por se tratarem de países amigos.

EFE |

"São dois países amigos e isso não é precisamente um motivo de preocupação", declarou Amorim à imprensa em Brasília, ao ser consultado sobre esses exercícios militares, previstos para final do mês.

Com certa ironia, Amorim também comentou que ignora o motivo dessas manobras, mas esclareceu que isso não é um assunto que compita ao Brasil.

As manobras foram anunciadas por Moscou e Caracas, que nos últimos anos aumentaram a cooperação na área militar.

Segundo Amorim, a cooperação militar será um dos assuntos que o chefe de Estado russo, Dmitri Medvedev e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em um encontro que terão no Rio de Janeiro.

O ministro disse que o Brasil está interessado na aquisição de material de defesa, que não especificou, mas esclareceu que qualquer operação só se concretizará se incluir transferência de tecnologia.

"O Brasil não comprará equipamentos militares sem transferência de tecnologia, porque toda compra (nesse afastado) faz parte de uma política de desenvolvimento industrial e tecnológico nacional", afirmou Amorim. EFE ed/rr

Leia tudo sobre: iG

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG